CELESTIN FREINET UMA PEDAGOGIA DE ATIVIDADE E COOPERAO PDF

17 jun. Transcript of Célestin Freinet. O Educador Sua pedagogia se fundamenta em quatro eixos: Cooperação; Comunicação; Documentação;. 18 abr. Ser um educador humanista, na visão de Célestin Freinet, é ter a Freinet procurou aprimorar todas as atividades infantis, tendo como. Veja grátis o arquivo Freinet, Célestin enviado para a disciplina de Pedagogia Categoria: Outros – O educador francês desenvolveu atividades hoje comuns, como as . Cooperação sim, manuais não.

Author: Shajinn Nikolmaran
Country: Mauritania
Language: English (Spanish)
Genre: Literature
Published (Last): 14 February 2011
Pages: 304
PDF File Size: 15.58 Mb
ePub File Size: 5.14 Mb
ISBN: 377-2-17170-158-1
Downloads: 44078
Price: Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader: Tagami

Published on Jun View 1. Presidente do Conselho Estadual de Educao Prof. Edgar Linhares Lima 2. Dificuldades e os desafios de aprender a aprender Taiuly Claussen Descragnolle Taunay Neurocincia: Desvendando os Caminhos do Crebro e suas Mltiplas Relaes 4. Prefeito Municipal de Potengi: Pedagoiga Municipal de Educao: Equipe Tcnica Secretaria Municipal de Educao: Jos Reinaldo da Silva Filho 8.

Bezerra Francisca Juscineide R. Alves Francisco Frederico G. Francisco Jos de Oliveira Escolasobretudo, gente que trabalha, que estuda, que se alegra, se conhece, se estima. O diretor gente, o coordenador gente, o professor gente, o aluno gente, cada funcionrio gente. E a escola ser cada vez melhor na medida em que cada um se comporte como colega, amigo, irmo. Nada de ilha cercada de gente por todos os lados. Nada de conviver com as pessoas e depois descobrir que no tem amizade a ningum, nada de ser como tijolo que forma a parede, indiferente, frio, s.

Importante na escola no s estudar, no s trabalhar, tambm criar laos de amizade, coopero ambiente de camaradagem, conviver, se amarrar nela!

29 -BarbosaMCS – PDF Free Download

Numa escola assim vai ser fcil estudar, trabalhar, crescer, fazer amigos, educar-se, ser feliz. Pontos fortes da felestin Pontos de estrangulamento ou dificuldades da escola Principais necessidades, nas dimenses fsico-estrutural, pedaggica, administrativa e relacional Diferencial, Misso e Viso de Futuro da Escola Princpios bsicos da Escola Objetivos gerais e por nvel de ensino Quadro de metas prioritrias Projetos vivenciados pela escola Compromissos da Gesto da Coopeeao Compromissos da Secretaria de Pedagoyia do Municpio Compromissos do Conselho de Educao Cear O caminho continuar a ser construdo por NS!

O Projeto Poltico Pedaggico, embora seja materializado em um documento, no se limita celfstin plano, pois tem carter de exame constante e discusso permanentes sobre o cotidiano escolar, em funo do que foi delineado. A proposta do Conselho Estadual de Educao, por meio da Coordenadoria de Formao de Executivos Escolares CEFEB, em trabalhar os Projetos PolticoPedaggicos nas escolas da Rede Municipal de Ensino, foi a de fortalecer as aes educativas, desenvolvidas em cada unidade escolar, de maneira a contribuir para a formao de crianas, jovens e adultos, utilizando recursos educativos e culturais, capazes de integrar escola, famlia e comunidade na busca da escola necessria.

A Coordenadoria de Formao de Executivos Escolares elaborou as diretrizes a partir das quais cada escola construiu o seu caminho.

Nem sempre se tomou o rumo certo, mas como diz Paulo Freire: Neste documento se fez uma demonstrao de que possvel essa discusso na escola e na comunidade como um todo. E mais ainda, que urgente e necessria uma reorganizao qualitativa de todo o processo vivido na escola municipal.

O Projeto Poltico Pedaggico visa a essa reorganizao, porm, ela celesrin se concretiza, se o processo for concebido e assumido pelos sujeitos da escola. O envolvimento de todos desencadea uma reflexo coletiva. Isso implica o esforo da democratizao da gesto, entendida como coordenao de esforos individuais e coletivos, em contraponto tradio conservadora, autoritria e hierrquica arividade gesto escolar. Esperamos que cada um se d conta da importncia dos momentos vivenciados nos encontros organizados pela Escola, pela Coordenadoria Estadual de Formao de Executivos Escolares para Educao Bsica e pelo Conselho Estadual de Educao, nos debates, na elaborao dos projetos, nos embates acadmicos, nos consensos, no exerccio do dilogo, na luta pela prtica da participao que reconhecemos ser difcil diante de uma cultura de gesto autoritria que teima em resistir aos novos paradigmas da educao.

  GIUSNATURALISMO E POSITIVISMO GIURIDICO PDF

Chegamos, enfim, definio atravs do diagnstico e marco ztividade do que acreditamos ser essencial para a educao dos nossos freijet. Agora, os nossos sonhos, ideais, e objetivos j no pertencem somente a ns. Ao divulgarmos o documento norteador do Projeto Poltico Pedaggico, somamos foras com os educadores, alunos, funcionrios, pais e comunidade local, estendendo as responsabilidades para que, juntos, possamos multiplicar esforos na concretizao dos atlvidade a que nos propomos.

Este documento reflete a nossa realidade: O PPP como um documento para ser vivido e trabalhado no dia a dia da escola, passvel de reviso, acrscimos, enriquecimentos. Assim, seus resultados dependero muito do empenho e compromisso de cada um, que passa a ser coresponsvel pela pedabogia concretizao no dia a dia das escolas.

Dating alone itu acara apa

Nosso desejo que o Projeto Poltico-Pedaggico construdo nesse Programa, esteja presente sempre e que, mesmo diante das dificuldades, tenha-se o propsito firme de vivenci-lo, tentando encontrar sadas corajosas e ousadas para vencer os desafios que por certo viro, posto que a educao no vive fora da complexidade Presidente e Conselheiro do Conselho Estadual de Educao em at a presente data.

Somos vida, voz e sonho Somos fora, luta e f. Temos tudo para chegar. O incio desse programa constou de um Projeto Piloto, em Horizonte, abrangendo 42 diretores da Rede Municipal cuja avaliao do trabalho serviu como parmetro para a implementao nos outros municpios.

A partir dessa experincia, o Programa se estendeu a 36 novos municpios, que foram agrupados em quatorze polos, para facilitar a metodologia da formao continuada presencial, conforme organizao a seguir: Os temas trabalhados foram: A escola no contexto contemporneo 2.

A interao escola, famlia e comunidade 4. A pessoa no contexto escolar 5. A educao e o gestor escolar 6. Gesto educacional e suas dimenses no contexto escolar A partir de maio deos diretores do primeiro grupo continuaram sua formao terica e a ela foi implementado o processo de discusso, reviso e elaborao dos Projetos Poltico-Pedaggicos das escolas dos municpios consorciados, para que pudessem ser identificados como documento bsico de identidade da Escola.

Os temas estudados subsidiaram as discusses sobre a prtica, e foi feita uma construo coletiva e sistemtica do referido documento. Portanto, o PPP se constitui instrumento importante, no s para as escolas, mas, tambm, para os municpios e para o Conselho Estadual de Educao. O segundo grupo6 de escolas participantes realizou as seis fases previstas para a concluso dos estudos.

Marduk la grande danse macabre | Blog

A primeira fase se constituiu da socializao e implantao da Proposta do Projeto Atividaed nas escolas municipais e a estruturao dos Grupos de Articuladores: Assessora de Construo de Projetos Poltico-Pedaggicos em vrias instituies educacionais. Autora de vrios ed e textos sobre avaliao educacional e formao de educadores. Princpio 1 A superao da fragmentao da formao escolar e da prtica institucional. Princpio 2 Busca de uma poltica clara para o ensino no interior da Instituio.

Princpio 3 Um processo dinmico de ao e reflexo que extrapola pedagobia simples elaborao de um documento. Princpio 4 A construo do Projeto Poltico-Pedaggico como prtica social coletiva. Princpio 5 Respeito Diversidade. Princpio 6 Coerncia, pressupondo interao e articulao entre: O real e o desejado, reduzindo-se a distncia entre valores, discursos e aes.

  GLEN VILPPU DRAWING MANUAL PDF

As diferentes aes ou subconjuntos de aes de formao.

Freinet, Célestin

As aes administrativas e as acadmico-pedaggicas. O projeto mais amplo da Instituio e os diferentes projetos das unidades escolares. A humanizao do homem, que a sua libertao permanente, no se opera no interior da sua conscincia, mas na HISTRIA que eles devem fazer e desfazer constantemente. Essa fase teve como pressuposto o entendimento de que os pilares bsicos de uma instituio so decorrentes de sua histria, cujo7 Paulo Reglus Neves Freire Recife, 19 de setembro de So Paulo, 2 de maio de foi um educador e filsofo brasileiro.

O estudo da Histria de cada escola aconteceu aps a socializao e implantao da proposta do Projeto Poltico-Pedaggico nas escolas municipais e a estruturao dos Grupos de Articuladores: Central, Municipal e Escolar e foi assumido pelos articuladores de todos os nveis compreendendo trs momentos: Primeiro Momento Viso sincrtica e contextual do sentido de Histria Segundo Momento Coleta e anlise dos dados, de acordo com o roteiro a seguir.

Questes bsicas Escola conta-nos a tua histria Qual a tua origem?

Como e por que foste concebida? Qual o teu contexto histrico-social? Quais as ocorrncias significativas da tua histria? Quais os valores que servem como pilar para tua existncia? Qual a tua importncia para a sociedade cearense? Qual a tua abrangncia de atuao? Quais os desafios que se colocam para ti? Por que importante f um Projeto Poltico-Pedaggico?

Assim, por meio de roteiro, cada municpio elaborou o seu documento, e a assessora, tendo como base os documentos dos 36 municpios participantes, produziu o Documento-sntese n 01, da CEFEB, nos meses de janeiro a abril de Sem dvida nenhuma foi uma etapa importante de informaes, recordaes e descobertas, levando os educadores e at alunos a se envolverem, inclusive emocionalmente, ao entender melhor sua histria e ter orgulho dela. Para o Projeto Poltico-Pedaggico, a histria o cho da escola e sem o seu conhecimento nenhuma proposta se sustentar.

Metaforicamente, devemos ter os ps no cho, o corao na utopia, os olhos na estrada, a mente articulando e as mos na histria, procurando transform-la. Celso Vasconcellos8A quarta fase compreendeu a elaborao do diagnstico atualizado da prtica educacional das escolas para que fosse feita a visualizao coletiva da Escola que temos. A qualidade da proposta pedaggica de uma escola depende muito da viso da comunidade escolar sobre como est a escola, como funciona e quais os seus acertos e dificuldades.

Um bom diagnstico meio caminho andado para uma boa proposta.

Primeiro Momento Viso sincrtica sobre as principais questes da educao brasileira e o sentido geral do diagnstico ativudade PPP Segundo Momento A coleta de dados nas escolas teve uma perspectiva qualitativa e foi feita mediante representaes dos vrios segmentos da escola, por amostragem. Autor de diversos livros. A fase de diagnstico visualizar as principais necessidades das escolas, mediante um levantamento coletivo do que est pesagogia certo, do que j foi construdo positivamente, dos pontos de estrangulamento ou ns crticos que precisam ser trabalhados e superados e das necessidades prioritrias da escola, municpio e CEFEB.

Author: admin